terça-feira, 12 de junho de 2012

Materiais de construção - Fibras

Oi pessoal!


Vamos agora falar sobre um material que têm sido muito aplicado na arquitetura nos últimos anos: as FIBRAS.



fibra de bananaira.jpg
FIBRA DE BANANEIRA





A história da utilização de compósitos reforçados com fibras como materiais de construção tem mais de 3.000 anos. Há exemplos do uso de palhas em tijolos de argila, mencionados no Êxodo, e crina de cavalo reforçando materiais cimentados. Outras fibras naturais têm sido utilizadas para conferir ductilidade aos materiais de construção essencialmente frágeis.



Qual a composição das fibras naturais?


Celulose: principal componente da membrana celular. Substância sólida, inerte e insolúvel em água.

Substância lenhosa: composta em parte por celulose, apresenta estrutura mais rígida que esta, servindo como proteção.


Água: conteúdo de umidade

Impurezas Naturais: como ceras e graxas.






Classificação das fibras:







 A classificação das fibras pode ser realizada de acordo com diversos aspetos:

•Em relação ao comprimento:

 Descontinuas - apresentam comprimento limitado

 Contínua – apresentam comprimento bastante elevado

 •Em relação à sua origem:

 Fibras naturais

Não naturais – Podem ser atificiais



Como se dá o processo de produção das fibras?





Rotas de produção de fibras artificiais.










Rotas de produção de fibras sintéticas.



Aplicações das fibras na construção civil:


FUNDAÇÕES:


Aplicação Radier


Concreto reforçado com fibras de aço


ESTRUTURA:



 Pilares metálicos, revestidos por cimento branco reforçado com fibras de vidro, têm uma função estrutural e de ensombramento, além de 'vestirem' as fachadas com uma mensagem unificadora. Oito pisos acima do solo e seis enterrados. No piso -2, abaixo da praça, e principal acesso ao edifício, concentram-se áreas expositivas, auditório e salas de reunião; os pisos -3 a -6 estão destinados a estacionamento (dos 481 lugares, 172 são públicos)
Pilares metálicos, revestidos por cimento branco reforçado com fibras de vidro, têm uma função estrutural e de ensombramento


VEDAÇÕES:

Vedação com bloco de feno


COBERTURA:

                                                            Cobertura em fibra de capim-santa-fé, Campo Grande/MS.




REVESTIMENTO:





Fiber floor











 ALGUNS TIPOS DE FIBRAS:


Fibras naturais


Fibras naturais são as fibras retiradas prontas da natureza.


  • Fibras de coco





A produção de pó e fibra da casca de coco verde é constituído basicamente de três etapas:

 - Trituração


- Prensagem


- Seleção




Características

 - Redução dos níveis sonoros

 - Fibra dura

 - Baixa condutividade térmica

 - Resistência aos ataques de bactérias e fungos

 - Resistência à umidade e aprodecimento




  • Fibras da bananeira
 
A fibra de bananeira é produzida a partir das bainhas foliares extraídas do pseudocauleda bananeira, que equivale a seu tronco.

O corte do pseudocaule é uma prática adotada no sistema de cultivo da banana.

Do pseudocaule da bananeira é possível extrair vários tipos de fibras, cada uma com sua característica: capa (externa), seda (interna) e renda (intermediária).



  •  Fibras de sisal


 


O sisal é uma alternativa barata para ampliar a resistência de blocos de concreto. As folhas do sisal, que podem chegar a dois metros de comprimento, apresentam altos teores de celulose e lignina, substâncias que determinam alta resistência e elasticidade. Assim, as fibras de sisal quando inseridas no bloco de concreto permitem a melhoria das características mecânicas: como a tração, força que alonga o objeto até a rompimento do material; a ductibilidade, que é o grau de deformação que um material pode suportar; e a tenacidade, que é o impacto necessário para levar um material à ruptura.






 
  •  Fibras da cana-de-açúcar


 


O bagaço de cana-de-açúcar constitui um conjunto heterogêneo de partículas de diferentes tamanhos formados por aproximadamente 47% de fibra (derivados). 

O aglomerado é um dos materiais que podem ser fabricados com as fibras da cana-de-açucar: atende aos critérios de sustentabilidade e de facilidade e baixo custo de produção.


  •  Fibras de piaçava


 

Piaçava é o nome comum de uma espécie de palmeira nativa do sul da Bahia. Seu nome tem origem na língua tupi, significando "planta fibrosa", devido ao seu caule característico.Sua fibra é colhida quando amadurece, sendo a parte mais grossa utilizada na produção de vassouras e as demais destinadas a artesanatos e confecção de coberturas.

Sua durabilidade média é de aproximadamente 6 anos.







  • Amianto








                                               





Asbestos ou amianto é o nome geral que se dá a diversos tipos de silicatos minerais fibrosos cristalinos os quais possuem propriedades físicas e química únicas. 

O sucesso do cimento de amianto pode ser explicado pela compatibilidade entre as fibras e a matriz cimentícia. Isto e devido ao alto módulo de elasticidade e resistência das fibras e a sua afinidade com o cimento. A resistência ao impacto do cimento amianto é notoriamente baixa.
 

  •  Wollastonita